Jornal Arte Vida/ed. Fev

Com a intensificação das chuvas, as nossas comunidades tornam-se alvo de acidentes provocados por animais peçonhentos, principalmente as cobras. Outra preocupação é quanto à eliminação do mosquito da dengue que aparece com maior frequência, nessa época.

Nesse sentido, acompanhe as dicas de cuidados que precisam ser redobrados.

Todo cuidado é pouco, evite acidentes com cobras:

  • Use calça comprida, sapatos ou botas ao entrar na floresta.

  • Evite entrar na floresta à noite, sem lanterna para iluminar o caminho.

  • Se possível use luvas de couro quando capinar os roçados.

Atenção!!! A única maneira de combater a dengue é acabar com o mosquito da dengue nos lugares onde ele se cria. Então, não deixe ele se criar:

  • Limpe todo dia e tampe potes, panelas.

  • Mantenha tampados tanques, caixas d’água, caixas de descarga.

  • Não deixe água parada em baldes, vasos, bacias.

  • Ponha garrafas e vasilhas emborcadas.

  • Fure as latas e jogue no lixo.

  • Livre-se dos pneus velhos ou jogue a água e guarde em lugar coberto.

  • Lave os bebedouros de aves e outros animais com escova ou bucha e troque a água uma vez por semana.

Cuidado! Se a água ficar parada, sua vida também pode parar.

Repórter: Rosivethe Castro Fernandes.

Tags: ,

O navio–hospital Abaré retorna suas atividades as comunidades ribeirinhas.

A comunidade de Muratuba e adjacentes, estão mais uma vez sendo beneficiadas com o retorno da unidade móvel de saúde, que desde do dia 22 de janeiro de 2013 está realizando novamente seus trabalhos e trazendo mais saúde para a população, já que as familias estavam a mais de dois meses sem seus seviços, pois sabemos que o povo desta comunidade tem dificuldade de acesso para chegar à cidade em busca de atendimento, devido a precariedade e distância.

Segundo alguns moradores já estava na hora dos atendimentos como; vacinação, odontologia,clínica geral e outros voltarem para as comunidades carentes.

Reporter:Walmir Fernandes do Carmo

A eleição para eleger a nova diretoria executiva e conselho fiscal da Associação de Moradores Agroextrativista da Comunidade de Muratuba – ASMOCOM, que será realizada no dia 08 de março, já está em processo de mobilização e articulação dos associados que desejam concorrer ao referido pleito eleitoral.

O processo eleitoral foi instalado no ultimo dia 05 de janeiro, com a escolha da Comissão Eleitoral composta por 3 pessoas que irá coordenar os procedimentos  da referida Eleição.

Com a finalidade de obter mais informações, entrevistamos o atual Presidente da ASMOCOM, Senhor  Fernando do Carmo Fernandes.

JAV: Que trabalhos a atual diretoria está fazendo, visando a participação dos associados na eleição da ASMOCOM?

FERNANDO: “A diretoria está realizando uma campanha de quitação dos associados para que todos possam participar da Eleição e também explicando a importância de eleger uma diretoria que trabalhe o desenvolvimento social, politico e econômico, visando melhorar as condições de vida da comunidade”.

JAV: Quais os critérios necessários para concorrer a esse pleito Eleitoral?

FERNANDO: “O candidato deverá ter no mínimo seis meses de associado, ser liderança na comunidade e estar em dias com suas obrigações estatutárias.Os dirigentes atuais que quizerem comcorrer à Eleição deverão afastar-se do cargo sessenta dias antes do final do mandato.”

JAV: Com a experiência de dois mandatos, qual a importância de uma  Associação comunitária?

FERNANDO: “A Associação comunitária é de fundamental importância porque ela estimula o trabalho de parceria com objetivos comuns, funciona como base de sustentação para o desenvolvimento comunitário, uma vez que através da sua organização passa a ser reconhecida e alem de poder buscar recursos financeiros, também proporciona integração com outras comunidades e entidades”.

Reportagem: Rosivethe Castro Fernandes

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=wQtBbSChsto[/youtube]

 

 

 

 

Vida Muratubense é uma produção do grupo de jovens JOBESP (Jovens em Busca da Esperança) da Comunidade Indígena de Muratuba.

O vídeo mostra acontecimentos que marcaram o ano de 2012 em Muratuba, localizada na margem esquerda do Rio Tapajós, município de Santarém!

A Comunidade de Muratuba recebe do Projeto Saúde e Alegria equipamentos para edição de vídeo. Agora é botar a mão na massa!

A Comunidade de Muratuba recebeu, hoje 23 de janeiro de 2013, do Projeto Saúde e Alegria, os equipamentos para edição de vídeo. Agora é botar a mão na massa! Da esquerda para direita, Isabel (PSA), Fabrício, Fagner e Elis (PSA).

Como os remédios caseiros são muitos valorizados nas comunidades, aqui na aldeia Muratuba, esse costume de usar as plantas medicinais, na maioria dos casos de enfermidades, tem sido a primeira opção de prevenção e tratamento.

As razões mais comuns, pelas quais o povo utiliza com grande frequência, os remédios caseiros, são visíveis, pois, além de serem fáceis de fazer, não leva muito tempo, não são comprados porque é bem difícil ir a uma residência em que no seu quintal não tenha alguma planta medicinal e o mais interessante é que causa o efeito esperado. Nessa edição temos como exemplo a Márvua Rosa também conhecida como: folha grossa, ela é uma planta medicinal utilizada na produção um xarope indicado para o alívio da gripe e da tosse.

Aqui vai a dica para você que gosta e acredita na força poderosa dos remédios naturais.

Ingredientes:

Um litro e meio de água;

30 folhas de Márvua Rosa;

5 colheres de chá de açúcar;

Modo de preparo:

Em uma panela, coloque a água e as folhas de Márvua Rosa para ferver. Após meia hora, retire as folhas, coloque-as em outra vasilha e amasse até sair todo o sumo, em seguida acrescente as 5 colheres de açúcar e leve novamente ao fogo. Quando você perceber que o líquido já está grosso, retire do fogo, deixe esfriar e depois coloque o xarope em um vidro.

Tome durante o dia 3 colheres do xarope.

Repórter: Adriana Fernandes da Silva

Tags: ,

Reportagem: Walmir Fernandes e Jean dos Anjos.

A vida juvenil exige disponibilidade e muita perseverança. Porém, se a juventude não fortalecer sua organização, a luta se torna mais difícil e os avanços, as soluções dos problemas tão esperados, ficam mais distantes do cotidiano jovem, e para você que acompanha as nossas informações das ações organizativas.

No dia 16 de setembro em assembléia comunitária juntamente com os jovens foi eleita a nova coordenação do Jobesp que tem como :

Coordenador: Valdenir Fernandes .

Vice-coordenador: Walmir Fernandes.

Tesoureira: Adriana Fernandes.

Secretária: Ana Patrícia Oliveira.

E essa coordenação juntamente com os parceiros colaboradores que darão continuidade para a realização das atividades planejadas para esse final de 2012 e ano de 2013. Assim nos organizando venceremos nossa lutas e conquistaremos melhorias para nossa comunidade e o movimento jovem.

Com a grande dificuldade de saúde que enfrentamos em nossa região, está prevista ficar mais complicada, devido a saída do navio Hospital Abaré. Como todos nós sabemos que o Abaré através da Prefeitura Municipal de Santarém, teve a intenção de amenizar o problema de saúde do povo ribeirinho que melhorou muito, embora a sua visita fosse somente de dois em dois meses.

Sem essa assistência de saúde do povo ribeirinho sente-se prejudicado, por isso o jornal Arte Vida, teve entrevistando alguns moradores de Muratuba para falar sobre o assunto.

JAV: Que falta o navio Hospital Abaré irá fazer para você, em relação ao cuidado com a saúde?

“Para mim a saída do navio Abaré é de muita tristeza, pois já estávamos acostumado com as visitas em nossa comunidade. Assim facilitava as orientações sobre saúde para minha e outras famílias que precisavam do atendimento hospitalar”.

Marilene Guedes Fernandes.

“Vai fazer falta para minha saúde e também dos moradores da região, vamos sentir dificuldades com a saída do Abaré, que vem cuidando da saúde da população ribeirinha”.

Paulina Gabriel dos Santos.

“Com a relação a saúde da população vai ser difícil, pois precisamos desse atendimento, a ausência do Abaré irá prejudicar muitas pessoas, devido as condições de chegar até a cidade. A visita bimestral do Abaré, facilitava muito para o povo ribeirinho”.

Rosilene Fernandes da Silva.

Reportér: Solivan Silva

Neste dia 14 de junho de 2012, está acontecendo na comunidade índigena de Muratuba, um novo trabalho comunitário. E o objetivo desse trabalho é fazer um novo barracão para o funcionamento de uma das séries do ensino médio.

Texto produzido por Ana Patrícia

E como também é tempo das festas juninas, em Muratuba os ensaios já começaram. Eu ma das danças a ser apresentada é o country que está sendo mobilizado pela professora Janete Gomes, Manuelle e os alunos do segundo ano.

E desde já convidamos você para participar desse importante evento com diversas danças, como: Rouxinol, Quadrilhas, Sinhá Marreca e a turma do Ai que dó. Tudo isso acontecerá no dia 30 de junho na quadra junina  da luluzinha.

Não perca!!!!!!!

 

 

À s vezes pensamos que estamos sozinhos sem Amor, como se tivessemos abandonados

em uma ilha deserta sem alguém para nos resgatar dela, mais na verdade nois não nos

tocamos que esse alguém pode está mais perto do que pensamos.

Todos os sentimentos cansam e desistem , sentimento algum é tão teimoso, até quando

passa não acaba. De que vale o delírio dos olhos se eles fecham quando os lábios se tocam.

Não havia nada que eu pudesse fazer: mais eu fiz…

Alcançar tal coisa era impossível: e eu busquei…

Não havia mas  esperança: e eu as mantive…

Não restava tempo para mas nada: e eu lutei até os últimos minutos…

Não queriam mais eu insistir. A última palavra já havia sido dada, mas ainda assim  falei:

EU TE AMO…

…..Feliz dia dos nomorados*

nomorados em muratuba significa:

no: noivos.

morados: que estão  juntos.

Ana Patrícia Oliveira.

« Older entries § Newer entries »