Criança

You are currently browsing the archive for the Criança category.

Retirado do Jornal Arte Vida/ed.Abril.

Reportagem: Rosivethe Castro Fernandes.

A partir da implantação do programa Saúde na Floresta, os indicadores de saúde sempre mostraram que as ações desenvolvidas ajudaram a melhorar a qualidade de vida da população ribeirinha, casos reais como a diarreia e desnutrição de crianças diminuíram consideravelmente.

É evidente que a presença do Abaré nas comunidades a cerca desses sete anos, também veio responder a maioria das demandas de atendimento e tratamento de saúde de maneira humanizada.

Hoje, com a ausência do Abaré esse povo que durante esses anos foi tratado com dignidade, sente sua saúde ameaçada por conta de como vem se encaminhando as políticas públicas de funcionamento do Abaré onde “o aluguel 10 dias campo de atendimento” pode comprometer a qualidade do trabalho uma vez que são inúmeras comunidades necessitando dessa assistência.

A carta de manifesto dos ribeirinhos sobre a saúde nos rios é o reflexo da preocupação dessa população que ainda acredita que esse modelo de atuação, integrado a outras iniciativas do Projeto Saúde e Alegria pode ser transformada em referência da saúde ribeirinha.

Tags:

Nesta quinta-feira 17 de setembro a comunidade escolar de muratuba esteve realizando mais um trabalho geral de limpeza e ornamentação do centro comunitário, visando uma boa recepção para as comunidades índigenas e a caravana arte na escola, que estarão na comunidade neste final de semana.

Com o objetivo de estimular a criatividade dos alunos e professores das Escolas Índigenas do Pólo Santa Luzia, a Caravana de Arte Educadores em conjunto com a coordenação da Educação Índigena da SEMED estarão realizando oficinas de dança, teatro, artes plásticas e artesanato na comunidade de Muratuba nos dias 18 e 19 de setembro. Durante a programação teremos a participação das Escolas Índigenas das comunidades de Jaca, Paraná-Pixuna, Jauarituba, Santo Amaro, Mirixituba e Limãotuba. As atividades serão desenvolvidas com as crianças de 7 a 14 anos, Professores e Lideranças Índigenas. A comunidade escolar de Santa Luzia está se preparando pois, sabe que irá receber no mínimo 300 participantes no referido evento.

Lideranças de Muratuba  decidiram aderir  mais um desafio, e desta vez, é pra fortalecer  a  rede  de proteção do ECA. Agora,  temos uma   equipe bem numerosa  e  que  está com  disposição  para  levar  em frente sua  proposta de trabalho.Veja  quem  está  balançando essa  rede:  Associação  comunitária  ASMOCOM, Escola Santa  Luzia,  equipe de  catequese,  grupo de jovens  JOBESP, Movimento indígena, Conselho Local Integrado de  Saúde-CLIS,  Agente comunitário  de  saúde, jornal Arte Vida, Conselho Gestor do Telecentro  e a  rádio comunitária  Raio de Sol.Você também  é convidado. Junte-se  a nós  em  defesa  das  nossas  crianças e adolescentes.